Auxílio emergencial de R$ 600 sumiu da Caixa Tem? Veja o que fazer

Em caso de fraude, Caixa Econômica Federal irá ressarcir ao beneficiário o valor que sumiu da conta

Postado em: em Economia

O auxílio emergencial de R$ 600 foi criado para ajudar microempreendedores individuais (MEIs), trabalhadores informais, autônomos e desempregados durante a pandemia do novo coronavírus. 

Beneficiários do Bolsa Família também têm direito. Inicialmente pensado para pagar R$ 600 durante três meses, o auxílio deve ser estendido por mais duas parcelas, ainda sem valor definido.

Mas muitos beneficiários relatam que o dinheiro, idealizado para auxiliar durante a crise econômica, sumiu do Caixa Tem. A Caixa Econômica Federal (CEF) alega que a sua área de segurança conta com monitoramento e mapeamento constante para impedir fraudes.

A maioria dos beneficiários teve o auxílio de R$ 600 depositado em conta da Caixa, criada automaticamente, e com possibilidade de movimentar, durante um determinado tempo, apenas pela conta, fosse para pagamento de boletos, cartão de débito virtual ou QR Code em maquininhas.

Nos casos em que os beneficiários percebem fraude ou que o dinheiro sumiu, a Caixa explica que o ocorrido deve ser informado imediatamente, com registro de reclamação pessoalmente. 

A reclamação pode ser feita em qualquer agência da Caixa. Ao registrar a reclamação, o banco começa a investigar o que pode ter acontecido. No caso de confirmação de fraude, o valor será ressarcido.

É importante, antes de tudo, realizar um Boletim de Ocorrência (B.O.) para oficializar o dinheiro que sumiu. Com ele em mãos, será possível fazer a contestação em qualquer agência da Caixa.


Artigos Relacionados