Após posse de Bolsonaro, Adermis poderá reassumir cadeira como deputado

Vaga poderá surgir com convocação de Floriano Pesaro para a Secretaria Nacional de Assistència Social

Postado em: em Política

O vereador francano Adérmis  Marini (PSDB) poderá ser convocado para reassumir o mandato de deputado federal. Marini já assumiu uma cadeira na Câmara Federal no primeiro semestre do ano passado e uma nova oportunidade deverá surgir nesta terça-feira, logo após a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. 

Adérmis  assumiu em 2017 como deputado federal suplente na vaga de Floriano Pesaro (PSDB), enquanto este foi  Secretário de Desenvolvimento Social do Governo de São Paulo.

Neste sábado, Bolsonaro confirmou o nome de Pesaro como novo Secretário Nacional da Assistência Social. O tucano, que não se reelegeu deputado, aceitou o convite e tomará posse na nova função já na terça-feira.

Como primeiro suplente do PSDB, Adérmis terá novamente a oportunidade de estar em Brasília como deputado federal. Aceitando a convocação, ele assume o mandato até o dia 31 de janeiro de 2019.

Adermis confirmou nesta segunda-feira a possibilidade, em entrevista ao Jornal da Franca. “Não tenho conhecimento ainda da convocação, mas seria até o dia 31 de janeiro, um mês apenas. Em janeiro não se produz nada em Brasília. Estou focado aqui, em meu mandato como vereador, e temos muito trabalho a fazer em Franca. Não acho correto tomar posse apenas para receber o salário e os benefícios. Estas convocações neste período sem sessões na Câmara deveriam acabar”, disse Adérmis.

Os deputados suplentes convocados, tomarão posse logo após a posse do presidente  Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Ou seja, se Adermis rever seu posicionamento, ainda que por um período curto, Franca voltará a ter deputado federal.


Artigos Relacionados